Cirurgia plastica é pecado?

Olá , tudo bem?? Hoje o nosso assunto esta bem interessante e as pessoas vão saber se é ou não é pecado passar por uma cirurgia estética!

Hoje o nosso assunto aqui no site, trata-se de muitas pessoas que tem duvidas e querem saber mais a respeito dessa questão, cirurgia plastica é pecado?
Em uma pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, mais de 2 milhões de pessoas se sujeitam à cirurgia imagina, que é que nunca pensou em tirar aquela gordurinha que atrapalha, do nariz que é muito grande, ou da orelha de abano que foi motivo de piadas para muitos colegas essas coisas sempre incomodam as pessoas que querem se sentir bonitas e realizadas assim como as demais. Mais vamos lá é pecado ou não é? Não é pecado, isso vai de cada uma das pessoas se for exagerado ou fazer mais de 10 cirurgias já se sabe que está havendo um exagero.

Esse exemplo é claro no caso da modelo e atriz Andressa Urach que quase morreu devido uma inflamação na coxa ela se converteu e agora entende que a cirurgia estética é um pecado.
A americana Jessica Choi também teve a vida em risco depois de uma cirurgia no nariz e nos olhos. ela destaca um trecho e diz: “Eu sinto que eu pequei, eu continuei ouvindo a voz de Deus me dizendo: ‘Querida, por que você está fazendo isso? Eu te fiz perfeita'”.
Por isso sempre que for passar por uma cirurgia estética ou de saúde, sempre converse com Deus antes, para se sentir mais segura e nunca abuse de mais de uma cirurgia porque tem risco e você entrar numa fria.

O que a Igreja Católica diz a respeito de cirurgias plásticas?

Em nenhum momento a Igreja Católica condena cirurgias plásticas, pelo contrário ela apoia as pessoas que se sintam bem com o corpo e como tudo na vida deve ser feito com moderação, tudo que é demais faz mal.

Para finalizar,  vamos deixar um trecho do Padre Wagner Ferreira que comenta qual a sua opinião a respeito disso

Que é Dr em Teologia Moral, a intervenção cirúrgica depende de cada caso. Em alguns casos, ele considera que o uso excessivo desse recurso pode ser imoral: “Se a pessoa quer fazer uma cirurgia após outra apenas por questões estéticas, para atender a essa ideologia do ‘culto ao corpo’, é claro que é imoral. No entanto, às vezes, a pessoa está com a autoestima baixa e a saúde psíquica comprometida, sentindo-se inferiorizada por causa de determinada parte do corpo; neste caso, pode-se fazer a intervenção, mas, antes de tudo, é preciso um caminho que mostre a essa pessoa que a sua beleza está acima da estética.

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*